Audi Prologue e o início de uma nova era

Em 2014, a Audi anunciou um carro conceito que iria guiar seus futuros modelos: o Prologue. Como o nome já diz, ele é o prólogo, a introdução da nova linguagem da marca, principalmente dos futuros substitutos do A6, A7 e A8.

O Prologue tinha um objetivo bem complicado: trazer inovação e uma nova proposta para os veículos da Audi, mas sem deixar de lado a essência da marca. As características que marcam esse carro são: a grade frontal ainda mais larga que os Audis da época, as entradas de ar frontais bem agressivas, o friso cromado que se alarga na coluna C, o rocker, a traseira (que muita gente não gostou por que parecia Hyundai) e as superfícies bem vincadas em todo o veículo.

Algum tempo se passou e muitas dessas características passaram a incorporar os veículos atuais. Vou tomar como exemplo o recém lançado Audi A5 e o S5. De cara, alguns boas semelhanças: o rocker, a entrada de ar na dianteira e o friso cromado.

Segundo uma matéria da AutoGuide, os designers do Audi A5 brigaram pra manter o friso da coluna C e o detalhe cromado entre a roda dianteira e o retrovisor! O friso foi justamente pela herança do Prologue, para dar uma titude de coupé, enquanto que o detalhe da porta é para que as pessoas reconheçam imediatamente que esse é o novo A5 e não o antigo.

Os vincos no capô, a grade mais larga (mais não tão larga quanto no conceito), os faróis mais agressivos, as lanternas, todas essas mudanças vieram com o Prologue e influenciaram o Audi A5 (e, por consequência, o S5). Esse monte de mudanças, na verdade, veio lá da Volkswagen: o Prologue foi o cartão de visitas de Marc Lichte, head de design da Audi, que anunciou sua chegada à empresa com o lançamento desse conceito.

Marc Lichte, Audi

Ele foi responsável por alguns projetinhos na VW: Passat 8, Touareg, Phaeton, Golf mk5, mk6 e mk7. Mas o cara é malandro, além de ser promovido, levou um dos talentos da Volks com ele pra Audi: Philipp Römers, o designer do Golf mk7, dono de renderings simples e cheios de estilo.

Philipp Römers, na época, designer da VW, hoje na Audi

Philipp Römers, na época, designer da VW, hoje na Audi

Parece que o futuro da Audi está em boas mãos, mas o que você achou das mudanças? Agressivo demais? Perdeu a essência? Comenta aqui embaixo!

Comentários:

Quer comentar, reclamar, elogiar ou espernear? Fique à vontade! Mas lembre-se de 2 coisas:

  1. Seja educado! Pense duas vezes antes de enviar alguma coisa: você mostraria esse seu comentário para sua vó? Não?! Então use o bom senso!
  2. Quer fazer propaganda? Os comentários não servem pra isso. Mande um email para nós através do Contato.

Qualquer comentário que não respeite essas duas regrinhas básicas de convivência serão excluídos sem qualquer aviso prévio. De resto: a casa é sua!