Ferrari vs McLaren: A briga das pistas continua no Salão de Genebra 2017 (parte 1)

Foto da capa: Sebastien Cosse

 

Uma das maiores rivalidades das pistas teve mais um episódio no Salão de Genebra 2017: Ferrari e McLaren apresentaram seus novos modelos. Enquanto a italiana apostou em uma clássica berlinetta de motor dianteiro, sua rival manteve a fórmula do motor central-traseiro.

Apesar de concorrentes, ambas apresentam diferentes visões de um mesmo produto. A Ferrari sempre buscou um caminho mais emocional, enquanto a McLaren sempre foi engenharia pura. Pensando nisso, concluímos que essa seria uma grande oportunidade para colocar os carros lado a lado e ver o que cada um tem de diferente.

 

812 Superfast: a Ferrari de produção mais potente de todos os tempos

Como o nome já diz, a 812 Superfast é a mais potente Ferrari de produção já construída. Irmã mais nova da F12 berlineta, a 812 possui um motor totalmente novo, mas configuração semelhante: motor dianteiro e tração traseira.

As comparações são inevitáveis, por isso vamos facilitar a sua vida: claramente a nova 812 está muito mais agressiva que sua antecessora. Mais entradas e saídas de ar e os vincos bem marcados (coisa de Lamborghini, né?).

Na frente, o destaque fica nos faróis que conversam com as entradas de ar (a conversa é tipo de balada, onde as pessoas não se entendem muito bem, mas ...). O vinco do capô é um ponto um pouco duvidoso: na F12 as linhas eram mais dinâmicas e fluidas, caminhando para a lateral do veículo, enquanto que na 812 os vincos "cortam"o capô sem ter muito para onde ir, apenas apontando para o logo da marca.

Na traseira, mais uma vez a 812 bem mais agressiva, bem mais vincada e com bastante luz e sombra. As linhas gerais lembram o último Corvette, com duas lanternas cobertas de cada lado. Além disso, a região da placa agrada mais na F12, com apenas uma linha horizontal sem atrapalhar o tema principal, enquanto que a 812 tem uma solução óbvia e confusa, deixando qualquer um um pouco perdido, sem saber pra onde olhar.

No side view, fica a certeza que a 812 é a versão anabolizada da F12. As linhas são bem parecidas mas muito mais marcadas. A grande diferença fica na saída de ar que na F12 vinha de cima para baixo, formando o volume e a linha principal do carro. Na 812, a saída vem de baixo e sobe em um ângulo semelhante ao da F12.

Detalhe para a maçaneta da porta da 812 que surge no meio de um monte de superfícies e (pelo menos nesse side view) ficou um pouco confuso.

 

Resumindo a análise do design da 812 Superfast, o que mais temíamos pode estar acontecendo: a Ferrari começando a querer criar superfícies de mais, pode acabar perdendo um de seus traços mais importantes. A simplicidade com que as antigas ferraris eram feitas sempre foi marca de seus principais modelos. Querer competir com Lamborghini e McLaren nesse quesito pode não ser boa ideia.

 

Falando em McLaren ...

... precisamos analisar o que a 720S tem para competir com a rival italiana. Semana que vem é a vez dela. Não perca a segunda parte do combate!