Ital Design Calà: o Lamborghini Gallardo que deu errado

Quem vê a Lamborghini hoje não sabe a crise que já passou por lá... Por alguns anos a empresa foi vendida pra um e pra outro. Trocava de dono que nem o Vin Diesel trocava de marcha no Velozes e Furiosos! Parecia que não ia acabar!

Numa dessas idas e vindas, lá em 1994, a Chrysler (isso mesmo!) vendeu a Lamborghini pra MegaTech (eu também nunca ouvi falar). Pelas poucas informações que eu encontrei, a MegaTech era uma empresa da Indonésia com pouca experiência no ramo. Com a Lambo na mão, dinheiro no bolso e precisando lançar um novo carro, o que que a MegaTech fez?? Chamou o tio Giugiaro e encomendou um modelo novo.

Não tinha como dar errado: o cara certo com liberdade para reescrever a marca! A intenção era inovar, renovar a linguagem da Lamborghini. Ou seja, o Giugiaro e o time da Ital Design entraram nessa pra dar uma nova interpretação pra Lamborghini, criando um conceito pra uso diário diferente dos modelos anteriores mas mantendo a essência da marca.

Nasceu então o Ital Design Calà!

Mas a pergunta que interessa é: o Calà é ou não é um Lamborghini?

Não é Lamborghini!

A maioria dos viciados em carro como nós vai dizer que não é. Ele é amarelo e tem um v10 central, mas isso não faz dele um Lamborghini de verdade. Ele é muito arredondado, com cara de simpaticão. Lamborghini é agressivo, cara de mau, é quase um tapa na cara de tanta agressividade.

Concordo com a opinião da maioria, mas acho que dá pra analisar melhor isso tudo. Lembra da MegaTech? Da Indonésia, sem muito conhecimento no ramo e tal. Os caras queriam causar impacto, era o jeito de chamar atenção. Assim que eles compraram a Lambo eles precisavam mostrar pro mundo que as coisas mudaram e o design era fundamental pra isso.

Dentre as mudanças que eles optaram, veio essa linguagem mais arredondada que não tem nada a ver com a Lambo dos velhos tempos (e dos atuais também). Eles resolveram seguir um caminho novo e arriscado, mas se deixarmos isso de lado, dá pra ver a essência bem ali. Por isso que eu já acho que...

É Lamborghini!

Pra começar ele é amarelo! E tem v10! Mas isso não é suficiente, eu sei. Então vamos para melhores evidências:

Nosso querido side view entrega o jogo. Calà e Countach LP400: linha de centro, linha de cintura, entradas de ar na porta e entrada de ar gigante no ombro. Pra mim o que faltou foi a caixa de roda cortada. Repara que todos esses itens existem até hoje: vieram do Countach e estão no Diablo, no Murciélago e no Aventador.

Vista 3/4 traseira também mostra alguns pontos legais: lanterna ocupando grande parte da extramidade, formato da área central e escapamento muito parecidos.

Na frente, o vínculo é bem nítido, tanto pelos itens que falamos no side view, mas principalmente pelas linhas do capô, que viraram mais uma marca registrada da Lambo.

Depois dessas fotos todas você deve estar pensando "Olha essa proporção, o Countach é muito mais irado! Esse Calà é grande, mais alto. Lambo ter que ser socado no chão". De fato, o Calà é bem maior por um simples motivo: é um conceito para uso diário, como falei lá no início. O Countach tem uma ergonomia péssima. Dizem que é quase impossível fazer uma baliza sem sair do carro!!

Pra ser mais justo, vamos pra uma simples comparação pro carro que tomou o lugar do Calà: o Gallardo. Repara que agora o Calà já não parece gordo, ou alto, ou grande. Tá bem em linha com o Gallardo em termos de tamanho e, provavelmente, conforto e ergonomia.

Falando em ergonomia, reparou que tanto o Calà quanto o Gallardo não possuem porta tesoura? Exatamente pela proposta dos dois: uso diário. As scissors doors são demais, mas pro dia a dia deve ser um saco...

No fim das contas, o projeto Calà fracassou. Na verdade, ele foi pra gaveta quando a MegaTech vendeu a Lamborghini pra Volkswagen em 1998. O carro não foi pra frente por causa dos negócios, não por causa do design. Mesmo com tantos elos e referências, muita gente ainda vai dizer que não é Lambo.

Minha opinião é que o problema não é o Calà ser ruim, pois ele não é! É um projeto bem ousado e muito bem feito. O problema pra mim é que a solução que a VW deu (Gallardo) é boa demais e marcou muito a memória, a ponto de ignorarmos o Calà por não ser parecido com a Lambo que conhecemos hoje.

Tem mais fotos no nosso Pinterest!

Fontes

Fotos (Ital Design Calà): Ital Design
Fotos (Gallardo): Lamborghini
Fotos (Countach): Alexandre Prévot
Informações históricas e técnicas: Ital Design e Wikipedia

Já viu esses posts?


Comentários:

Quer comentar, reclamar, elogiar ou espernear? Fique à vontade! Mas lembre-se de 2 coisas:

  1. Seja educado! Pense duas vezes antes de enviar alguma coisa: você mostraria esse seu comentário para sua vó? Não?! Então use o bom senso!
  2. Quer fazer propaganda? Os comentários não servem pra isso. Mande um email para nós através do Contato.

Qualquer comentário que não respeite essas duas regrinhas básicas de convivência serão excluídos sem qualquer aviso prévio. De resto: a casa é sua!